sábado, 20 de outubro de 2012

Palestra para alunos do Colégio Faxinal da Boa Vista, em Turvo, aborda o tema Empreendedorismo


No dia 05 de Outubro de 2012,  a ACET (Associação Comercial e Empresarial de Turvo) em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio ao Micro e Pequeno Empresário) realizaram uma palestra de sensibilização sobre o tema Empreendedorismo para os alunos do Colégio Estadual Faxinal da Boa Vista, em Turvo.
 
Alunos do Colégio Faxinal da Boa Vista assistindo palestra
 
Com o objetivo de abordar o tema Empreendedorismo para os alunos do Ensino Médio do Colégio Estadual Faxinal da Boa Vista, foi realizada uma palestra do Sebrae (Associação Comercial e Empresarial de Turvo) em parceria com a ACET (Associação Comercial e Empresarial de Turvo), onde foram apresentadas as características do comportamento empreendedor, e a importância do empreendedorismo para o desenvolvimento pessoal e social para a sociedade.

Estavam presentes alguns professores do colégio e cerca de 70 alunos do Ensino Médio do período noturno que permaneceram atentos a todos os detalhes da palestra, que durou cerca de uma hora e meia.

Ao final, os alunos foram instigados a montar um evento, com a orientação do Sebrae e ACET, para aprofundar mais os conhecimentos sobre o Empreendedorismo e, para isto, foi solicitado aos interessados que se inscrevessem preenchendo uma ficha cadastral. O resultado foi acima do esperado: 23 alunos se inscreveram e, foi definida a data do dia 19 de Outubro para o encontro da organização do evento.

O grupo selecionado pretende montar um dos atrativos da Feira das Profissões que será realizada no Colégio Faxinal da Boa Vista do dia 22 a 26 de Outubro, como um complemento às opções de profissões disponibilizadas pelas faculdades e universidades.

Empreendedor - A palavra empreendedor (entrepreneur), originada do francês, é usada para descrever uma pessoa que tem, acima de tudo, a necessidade de realizar coisas novas.

Os conceitos de administração normalmente estão associados às organizações, ao contrário do conceito de empreendedorismo, que sempre se associa à pessoa que faz acontecer.

Segundo David McClelland, as pessoas podem ser divididas em dois grandes grupos: uma minoria que, quando desafiada por uma oportunidade, está disposta a trabalhar com determinação e afinco para conseguir o que quer, e uma grande maioria que não se importa tanto assim. McClelland afirma que as pessoas que têm necessidade de realizar se destacam porque, independentemente de suas atividades, fazem com que as coisas aconteçam.

O empreendedor, com sua aguçada percepção, está sempre observando recursos escassos na região onde atua, recursos que não estejam sendo devidamente explorados ou até mesmo que não tenham sido alvo da atenção de ninguém, sendo, no entanto, uma boa fonte de oportunidade de negócio.

Em resumo, podemos dizer que o empreendedor identifica uma oportunidade e cria um meio para aproveitá-la, assumindo os riscos que qualquer atividade empresarial oferece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário